sexta-feira, 11 de abril de 2014

Sempre que a Páscoa chega inúmeros pais acham gracioso comprar um coelhinho de verdade para dar às crianças junto com os ovos de chocolate. Mas e depois? Muitos são abandonados em parques ou viram alimento em comunidades carentes. Por esse motivo, antes de se decidir por ter um coelho como animal de estimação, saiba mais sobre seus hábitos e necessidades.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS
- Os coelhos podem viver até 10 anos e chegam a pesar 2kg com apenas dois meses de idade.
- Os coelhos são roedores compulsivos e seus dentes crescem constantemente. Por esse motivo é necessário cuidado com fios elétricos, brinquedos e pequenos objetos.
- Não se deixe enganar pela sua aparente tranquilidade. Se o coelho se sentir ameaçado ele pode arranhar e morder com bastante força.

ESTERILIZAR É UM ATO DE AMOR
Os coelhos estão prontos para se reproduzir a partir do seis meses e a gestação leva apenas 30 dias. Cada cria propicia o nascimento de três a oito filhotes. Depois de apenas 15 dias do parto a fêmea já está pronta para engravidar novamente. A cada ano, uma única fêmea pode gerar cerca de 40 filhotes.

- Vantagens da esterilização das fêmeas
Evita comportamentos sexuais agressivos, aparição de tumores, gravidez psicológica, marcação de território por urina e comportamentos destrutivos. Além disso a prenhez, o parto e os filhotes sacrificam a saúde da coelha e diminuem sua perspectiva de vida.

- Vantagens da esterilização dos machos
A esterilização é indicada para amenizar os problemas de comportamento como fugas, agressividade, cruzamentos contínuos, monta em pernas e braços do dono ou mesmo em outros coelhos. Também reduz a marcação do território, o odor da urina e comportamentos destrutivos.

SAÚDE E CUIDADOS VETERINÁRIOS
Todos os anos os coelhos precisam ser avaliados por um veterinário e receber a vacina contra a raiva. Também precisam ter o número do RGA (Registro Geral dos Animais), obrigatório por lei. Não se deve dar banho no coelho.

AMBIENTE
Os coelhos são bastante delicados e precisam de cuidados e atenção contínuos. O coelho é um animal muito dócil e se adapta facilmente ao ambiente doméstico. Suas principais necessidades são:

- Espaço físico adequado, ventilado, protegido do sol e limpo.
- O ideal é que os coelhos vivam num ambiente espaçoso. Os que vivem em gaiolas devem ser soltos pelo menos uma vez ao dia. Nesse caso, a gaiola deve ser grande o suficiente para que o coelho se estique bem dentro dela.
- Condições financeiras para visitas ao veterinário, compra de rações, disponibilidade de tempo.
- Muito carinho, afeto e dedicação.

ALIMENTAÇÃO
- Ofereça água fresca e limpa
- Dê ração própria para coelhos de boa qualidade. Eles comem cerca de 60 gramas de ração por dia. Coloque-a num recipiente limpo e que seja difícil de virar. Cerca de 20% da alimentação de um coelho deve ser de verduras e legumes frescos.
- Verduras e legumes devem ser dados em pequenas quantidades. Retire logo as sobras para evitar deterioração e diarréias.
- Ofereça couve, almeirão, cenoura, brócolis - inclusive com os talos pois os coelhos são roedores e precisam gastar os dentes. Não dê batatas e alface.
- Assim como você lava as verduras que vai consumir, faça o mesmo com as que oferecer ao coelho. Elas podem conter resíduos de agrotóxicos.
- Se o seu coelho apresentar diarréia, dê-lhe soro caseiro via oral num conta-gotas e leve-o ao veterinário.

TRANSPORTE E MANUSEIO
Os coelhos possuem um esqueleto frágil e qualquer queda ou trauma pode ocasionar faturas sérias. Por esse motivo não deixe que crianças muito pequenas os manuseiem. As crianças maiores devem se orientadas sobre a melhor forma de pegarem seus mascotes.

Para carregá-lo proceda da seguinte forma: com uma das mãos segure a pele das costas e com a outra, apóie por baixo das patas. Evite movimentos bruscos e quedas. Carregue-o ao colo de forma carinhosa e segura.

Importante: não pegue o coelho pelas orelhas. Isso pode causar luxações no animal.